Top 10 – Carros que você não esperava ver com cambio manual

autowp.ru_bmw_550i_sedan_us-spec_2

A transmissão automática está cada vez mais popular e desde que foi inventada virou padrão nos carros de luxo. As novas caixas robotizadas de dupla embreagem que fazem trocas em poucos milésimos de segundo vem se tornando padrão em carros esportivos. Mas o bom e velho cambio manual resiste bravamente e aparece em alguns carros onde ninguém esperava ver um pedal de embreagem.

10: RAM 2500 e 3500

2010-dodge-ram-2500-hd-laramie-mega-cab-4x4-diesel-manual-interior-photo-366652-s-1280x782

Das picapes grandes norte-americanas apenas a RAM pode vir com caixa manual, ela só é disponível com o motor Cummins turbo-diesel 6,7 de 354 cv e 89,9 kgf·m. Curiosamente a capacidade de reboque da RAM manual é menor que a automática.

9: Honda CR-Z

autowp.ru_honda_cr-z_2

O esportivo derivado do Insight é atualmente o único carro híbrido com cambio manual no mundo, equipado com motor 1,5 de 113 cv acoplado a um motor elétrico de 14 cv. É possível salvar os ursos polares e trocar marchas ao mesmo tempo.

8: Lexus ES

autowp.ru_lexus_es_300_5

O Toyota Camry é sinônimo de tédio, um Camry com acabamento mais luxuoso e com mais isolamento acústico parece ser ainda mais chato. O Lexus ES é esse Camry de luxo, mas as duas primeiras gerações eram posicionadas pelo fabricante como um sedan esportivo e podia vir com cambio manual de 5 marchas. Essa opção não fez muito sucesso no country club e hoje é muito difícil encontrar um Lexus ES manual. Raphael Orlove, editor do Jalopnik, comprou um.

7: Ferrari California

IMG-20110319-00080

A California foi a primeira Ferrari com motor V8 dianteiro, capota rígida retrátil, injeção direta de combustível e cambio robotizado de dupla embreagem de 7 marchas. Era muito provável que essa fosse a única opção de transmissão, mas uma tradicional caixa manual de 6 marchas com grelha era oferecida como opcional. Apenas três compradores pediram por esse opcional.

6: Dodge Caravan

O interior vermelho ajuda no estilo esportivo

O interior vermelho ajuda no estilo esportivo

A pioneira das minivans era um carro voltado para famílias americanas e cambio automático é um item obrigatório para esse público. Em 1989 o motor V6 Mitsubishi parou de ser usado pela Chrysler e o V6 da casa ainda não estava pronto. Para preencher essa lacuna a Chrysler colocou o 2,2 Turbo I de 150 cv, o mesmo usado no Omni GLH, que era acoplado à tradicional caixa automática de 3 marchas ou a uma caixa Getrag manual de 5 marchas. Uma verdadeira minivan para pais apressados.

5: Honda Accord Coupé

Podia colocar uma foto do painel, mas por fora ele á mais bonito

Podia colocar uma foto do painel, mas por fora ele á mais bonito

Nessa categoria de carros médios é cada vez mais difícil encontrar cambio manual, quando tem é no modelo de entrada com motor 4 cilindros. No Accord Coupé você encontra uma caixa manual de 6 marchas no topo de linha com motor V6

4: Audi S4

autowp.ru_audi_s4_us-spec_7

A Audi sempre foi uma marca de vanguarda em tecnologia, a sua transmissão de dupla embreagem S-Tronic é uma das melhores do mundo. Era de se esperar que a geração mais recente do S4 usasse apenas essa cais, como o irmão mais potente RS4, porém uma boa e velha caixa Getrag de 6 marchas ainda é oferecida. E pode vir como perua também

3: BMW Série 5 F10

Num tempo onde Cadillac CTS virou referencia em dirigibilidade, um BMW série 5 manual é estranho

Num tempo onde Cadillac CTS virou referencia em dirigibilidade, um BMW série 5 manual é estranho

A geração atual do Série 5 deixou de ser a referencia em comportamento dinâmico da categoria para virar a referencia em conforto, sendo apelidado de mini Série 7. No mundo todo ele só podia vir com câmbio automático, geralmente uma caixa ZF de 8 marchas. Mas até 2013 era possível comprar qualquer modelo do F10 com cambio manual de 6 marchas nos EUA, desde o 528i ao 550i com o Luxury Package. Atualmente apenas o M5 pode ser comprado com cambio manual e só na América do Norte.

2: Jaguar XJR XJ40 e X306

2774_341_img_1003-edit

Quando não está fazendo esportivos a Jaguar faz suntuosos sedans. Nos anos 80 o cambio automático já era padrão nos sedans de alto luxo, mas o XJR foi uma exceção. O tradicional motor de seis cilindros em linha recebeu um compressor mecânico, passando a produzir 326 cv, e ele podia vir acoplado a uma caixa manual de 5 marchas da Getrag ou a uma caixa automática de 4 marchas da General Motors. Essa foi a última vez que o XJ viu um cambio manual.

1: Volkswagen Phaeton

autowp.ru_volkswagen_phaeton_v8_6

Fiquei tão surpreso quanto você quando vi essa foto, foi ela quem inspirou esse post

O topo de linha da marca do povo compartilhava plataforma com o Bentley Continental, o acabamento era esmerado e repleto de gadgets. Nos modelos com motor V6 a gasolina ou a diesel era possível ter cambio manual de 6 marchas. Uma opção curiosa num carro dessa categoria, a maioria dos Phaetons manuais viraram táxi ou foram para frotas de empreses ou locadoras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s