Porque os anos 90 foram os melhores para os automóveis

 

autowp.ru_mclaren_f1_20Escrevi esse texto durante uma discussão com amigos no Facebook sobre a década de 90 ser a melhor para os carros, atendendo a pedidos vou publicar aqui em forma de pensata sem editar, relevem as repetições e possíveis erros. Ou não.

Vou começar com os anos 60, o ápice da loucura automotiva, onde não tinham leis de segurança nem de emissão para intrometer na criação dos carros. Os designers faziam as loucuras que queriam e os engenheiros faziam as loucuras que dava. A Chrysler estudava o uso de turbinas, câmaras de combustão hemisféricas, motores de alumínio (ela fez alguns slant six desse material), a Chevrolet fez o Corvair com boxer traseiro com turbo, a Pontiac tinha um carro com transeixo, a Oldsmobile iniciou o uso do turbo em carros e fez uma barca de tração dianteira, a Lamborghini inventou o supercarro com o Miura, a Mercedes continuava fugindo dos carburadores com a injeção mecânica, a Citroen continuava maluca, a Fiat tinha um carro familiar divertido (foi o James May quem disse isso do 124), a Alfa Romeo fazia carros que eram obras de arte sobre rodas e por aí vai. Numa mesma categoria dava pra encontrar carros dos mais diferentes tipos de configuração (Fusca, Mini, Kadett Oliveeeeeeeeeer e 2CV concorriam entre si). Essa loucura continuou na Europa nos anos 70, mas as leis chatas americanas começaram a dominar o mundo, colocou um freio nessa loucura e o carros começaram a ficar menos malucos.

SF1960s_1800

Os avanços tecnológicos dos anos 90 trouxeram de volta essas liberdades, a busca por um bom coeficiente aerodinâmico criou muitos desenhos ousados e as novas tecnologia em faróis permitiu vários tipos de desenhos, que antes eram limitados em quadrado e redondo. Os japoneses usaram muito da tecnologia para consolidar a sua posição no mundo como fodões nisso. A Mazda evoluiu os mores rotativos e usou o ciclo Miller, muitos usaram turbo, tração integral, direção nas 4 rodas spoilers ativos e GPS. Tudo isso fez que houvesse uma grande variedade de carros de diferentes configurações buscando o mesmo propósito: a Honda tinha carros leves com motores aspirados giradores, a Subaru fazia turbinados AWD, Mitsubishi fazia bombas, a Toyota tinha um esportivo barato de motor central e a Mazda fazia um roadster barato de tração traseira (shame on you Lotus Elan). E tinha o Lexus LS400 que ganhou dos alemães no jogo deles. Não era só no Japão, nos EUA a evolução começou a chegar com o V8 da Ford com comando no bloco e a suspensão traseira independente no Mustang Cobra, a Lincoln teve um coupé de luxo com suspensão a ar computadorizada e motor V8 DOHC de alumínio, a Chrysler conseguiu fazer um compacto tão bom quanto os japoneses, o Viper nasceu, a Dodge revolucionou o mercado de picapes quando aceitou que elas podiam ser carro de passeio e fez uma Ram civilizada, a GM fazia merda como sempre, mas soube melhorar o Small Block e a Cadillac fez o fantástico Northstar. Na Europa teve muito disso, vários fabricantes usaram turbo e tração integral, mas o principal lá foram os supercarros, que iam do Bagatti EB110 de 4 turbos à perfeição leve e aspirada do McLaren F1, a Lamborghini era ainda mais maluca, a Ferrari também era maluca, até a Jaguar era maluca. Mas os anos 90 acabaram e vieram mais leis chatas que falavam de atropelamento e capotagem, o que obrigou a elevação dos capôs dos carros e colunas grossas. A busca pela eficiência de hoje está tornando os carros cada vez mais parecidos, hot hatches leves de motor girador estão pesados e respirando por aparelhos, superesportivos que só tinham obrigação de serem malucos estão brigando por décimos na pista do Top Gear e no Super Trunfo e o que estampam os quartos dos jovens de hoje são posteres SUVs ou de homens.

Mas ainda existe esperança no mundo atual, ela está em um pequeno carro que nasceu na loucura dos anos 90 recriando uma fórmula dos anos 60, ele sobreviveu a tudo isso e viverá para espalhar o entusiasmo, um brinde ao Miata!

mazda_mx-5_62

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s