Seria esse o melhor carro de tração dianteira de todos os tempos?

1997-honda-integra-type-r-1

Muitos entusiastas dizem que carro esportivo de verdade não pode ter tração dianteira, essa configuração mecânica nasceu para carros pequenos e econômicos. O polêmico jornalista Jeremy Clarkson diz que “pedir para as rodas dianteiras de um carro fazer o trabalho delas de esterçar e controlar mais de 170 cv é como pedir para um homem instalar uma tomada enquanto faz malabarismo… com pinguins… enquanto faz amor com uma mulher bonita em chamas, num palco… em frente da Rainha. Tudo vai dar errado.” Mas o Mini original, carro pequeno e econômico que popularizou a tração dianteira, provou que esses carros também podem ser excelentes esportivos e dominou os campeonatos de rally e turismo dos anos 60. Continuar lendo

Muito além das três letras

volkswagen_golf_84

Em meados da década de 1960 a Volkswagen estava passando por grandes mudanças. Precisava de uma modernização, e isso significaria se desprender da monocultura do Fusca (lançado nos anos 1930 e que já estava chegando ao fim de sua capacidade evolutiva) e também se recuperar frente ao quase fracasso que foram os Typ 4, que eram bastante diferentes do velho besouro, com mais espaço e luxo mas pecando por insistir no motor refrigerado a ar abrigado na traseira. Continuar lendo

O dia em que a Toyota criou um carro esportivo e não sabia o que fazer com ele

page1

Por que um grande fabricante faz um superesportivo? Lucro é o último motivo, geralmente fazem para comemorar uma data importante, mostrar tudo que a engenharia deles é capaz ou apenas para revigorar a imagem, trazendo mais pessoas para o showroom. Fazer um superesportivo serve também para provar a qualidade de um fabricante novo em ascensão. Continuar lendo

Supercar scare: A guerra contra a velocidade na Austrália

mx1104ho-hume_01

A Bathurst, ou The Great Race, é o principal evento do automobilismo australiano. É uma corrida de longa duração que ocorre anualmente no circuito de Mount Panorama. Atualmente Bathurst faz parte do calendário da V8 Supercars, mas por muito tempo foi uma corrida disputada entre carros praticamente originais, muito próximos dos que podiam ser encontrados nas concessionárias. Essa proximidade entre os carros de corrida e os de rua era uma poderosa ferramenta de marketing: os fabricantes melhoravam cada vez mais os carros de rua pensando na Grande Corrida. Continuar lendo